Codevasf em Recife investe na cadeia produtiva da Bovinocultura Leiteira em Pernambuco

Os recursos estão sendo aplicados na aquisição e repasse de 300 ordenhadeiras mecânicas que devem promover o acesso de produtores familiares à tecnologia para mecanização da produção.

A 15ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), com sede em Recife, está mobilizando recursos do Orçamento Geral da União (OGU) para investimentos em atividades e cadeias produtivas estratégicas para o desenvolvimento dos 112 municípios pernambucanos situados nas bacias hidrográficas de sua área de atuação. Uma delas é a cadeia produtiva da Bovinocultura Leiteira de Pernambuco, que neste ano deve receber R$ 1,4 milhão investimentos da Companhia para garantir a sustentabilidade econômica, ambiental, social e cultural da atividade.

Os recursos estão sendo aplicados na aquisição e repasse de 300 ordenhadeiras mecânicas que devem promover o acesso de produtores familiares à tecnologia para mecanização da produção. Com os investimentos, a Codevasf aposta no fortalecer da capacidade produtiva, que trará aumento da eficiência da produção e a redução dos custos.

Segundo o superintendente regional da Codevasf em Recife (PE), a modernização do processo produtivo da bovinocultura pernambucana tem como estratégia fomentar o desenvolvimento territorial e melhorar a qualidade de vida da população dos municípios atendidos. “Além de melhorar a eficiência do processo, a produção fica mais adequada às exigências sanitárias. Isso agrega valor ao produto e traz resultados positivos na renda das famílias”, destaca o superintendente regional Gustavo Melo.

A ordenhadeira mecânica permitirá a retirado do leite de maneira rápida e segura. Assim, o trabalho dos produtores será aperfeiçoado, pois o processo ocorre em horários estabelecidos, trazendo maior facilidade de operação e evitando o estresse do animal.

Desde a implantação da 15ª Superintendência Regional da Codevasf no segundo semestre de 2023, a Companhia vem ampliando as ações de apoio às organizações de produtores em sua área de atuação, por meio do Programa de Arranjos Produtivos Locais (APL), com a estruturação de importantes atividades e cadeias produtivas com foco na agricultura familiar, a exemplo da fruticultura, horticultura, apicultura, ovinocaprinocultura, bovinocultura, aquicultura, pesca, economia criativa, entre outras.

Bovinocultura leiteira em Pernambuco

A bovinocultura leiteira no Brasil é uma atividade de importância significativa para a economia nacional com cerca de 34,6 bilhões de litros/ano produzidos. Sua relevância está associada à estratégia de fixação das populações, especialmente jovens, nas áreas rurais do país, atuando para diminuir o desemprego e para promover a inclusão produtiva.

Pernambuco ocupa hoje a 2ª posição em produção de leite no Nordeste e fechou o ano de 2022 com aumento de 16,5% no valor da produção em produtos de origem animal, segundo dados da Pesquisa da Pecuária Municipal 2022 do IBGE. Isso representa um montante de R$ 2,3 bilhões.

A alta da produção foi puxada pelo leite, com 1,17 bilhão de litros produzidos, o maior volume já registrado em Pernambuco. O produto detém 60,64% de todo o valor apurado com produtos de origem animal no estado. Os municípios que se destacaram na atividade estão localizados no Agreste e no Sertão.

Alguns fatores contribuem para a boa dinâmica da pecuária leiteira no estado, como a cultura e o conhecimento da atividade leiteira por parte da população, a presença da palma forrageira na alimentação do rebanho, o consumo crescente do produto e seus derivados com o crescimento do mercado consumidor e a boa sanidade do rebanho pernambucano.

Tags:
pernambuco
Author
Thiago Lima

Thiago de Lima Silva, natural de Salgueiro-PE, tem 31 anos. Iniciou no Rádio aos 17 anos de idade.

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Contador de visitas