Codevasf investe R$ 400 mil em usina fotovoltaica do Distrito de Irrigação Bebedouro, em Petrolina

Saiba mais!

O investimento em fontes de energias renováveis reflete diretamente na promoção da sustentabilidade ambiental. A humanidade convive com o desafio de promover desenvolvimento gerando o mínimo de impacto possível no planeta.

O Distrito de Irrigação Bebedouro (DIB), em Petrolina (PE), passa a ser um exemplo de crescimento sustentável. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), por meio da 3⁠ª Superintendência Regional, investiu no local R$ 400 mil para a instalação da primeira usina fotovoltaica de um projeto público de irrigação. O equipamento, que atende a estação de bombeamento (EB2), gera uma economia de R$ 140 mil ao ano. 

A usina fotovoltaica conectada na subestação da Estação de Bombeamento 2 será controlada pelo Distrito de Irrigação de Bebedouro por aplicativo que faz o monitoramento da máquina em tempo real. A energia limpa e de qualidade é gerada mediante equipamentos de última geração fornecidos pela Codevasf. A usina conta com 294 painéis solares de 455W, com potência total de 120KW pico.

Com a economia proporcionada pelo fornecimento energético via usina fotovoltaica, a Codevasf estima retorno do investimento em menos de três anos. Economizando também na conta de água, o agricultor terá a possibilidade de fazer investimentos em outros setores da produção.

“Com a instalação dessa usina de energia solar, estamos garantindo mais efetividade para o trabalho desenvolvido pelo Distrito de Irrigação e levando melhorias para os produtores. A economia proporcionada por essa usina proporciona uma diminuição no preço da água que o produtor paga. Isso, sem sombra de dúvidas, é uma economia para o Distrito. O produtor vai usar o recurso que pagava na energia para investir em áreas que eles identifiquem como prioritárias”, avalia o superintendente da Codevasf Petrolina, Edilazio Wanderley. 

A geração de eletricidade a partir de painéis solares tem emissão zero de gases de efeito estufa ou que podem poluir a atmosfera. Além disso, a energia solar reduz de modo significativo a dependência de combustíveis fósseis, como carvão, petróleo e gás natural. Isso ajuda no decréscimo dos impactos negativos associados a extração e queima desses recursos. A usina fotovoltaica instalada pela Codevasf segue no caminho para promover a independência energética e contribuir para a transição global para fontes de energia mais limpas e sustentáveis.

Tags:
pernambuco
Author
Thiago Lima

Thiago de Lima Silva, natural de Salgueiro-PE, tem 31 anos. Iniciou no Rádio aos 17 anos de idade.

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Contador de visitas